Sobre a Usina Santa Lúcia

Familia                            Caterina Ometto (sentada, ao centro) com filhos, genros e noras)

Antônio Ometto e Caterina Biasio Ometto, italianos vindos do Vêneto, norte da Itália, chegaram ao Brasil em 1.895, sendo contratados para trabalhar em uma fazenda de café, em Amparo – SP. Em busca de novas oportunidades, vieram morar próximo de Piracicaba – SP. Tiveram vários filhos e, no dia 24 de agosto de 1.895, nasceu Jerônymo Ometto, na antiga Fazenda Morro Grande, localizada entre Santa Bárbara d’Oeste e Piracicaba. Mais tarde, em 1.918, Jerônymo casou-se com Thereza Colette Ometto, no Sítio Olaria, primeira propriedade adquirida pela família, localizada entre Piracicaba e Limeira.

Nesta propriedade, iniciaram o plantio de cana e a fabricação de aguardente, conseguindo aumentar seus recursos. Em outubro de 1.918, a família Ometto comprou sua primeira fazenda, com cento e quatorze alqueires de terra boa, situada num lugarejo com o nome de Bate-Pau, hoje Iracemápolis.

A família prosperou e possibilitou planos individuais. Quando Jerônymo conseguiu juntar mais dinheiro, comprou sua primeira propriedade. Uma fazenda com duzentos e cinquenta e cinco alqueires, no município de Limeira, com o nome de Santa Lúcia.

Em 1.940, Jerônymo vende suas terras em Limeira para os irmãos e adquiri, em Araras, parte da Fazenda São Joaquim. Como já tinha o registro de ‘Santa Lúcia’, resolveu passá-lo para esta propriedade. Nela constrói um alambique mais sofisticado, realiza benfeitorias, faz casas, inicia o plantio de cana-de-açúcar e a produção de aguardente.

Durante a guerra, ampliou a fabrica montando uma destilaria com produção de 6.000 litros de etanol por dia.

Em 1.947, com autorização do governo, montou uma usina de açúcar, quando instalou a primeira moenda construída pela Dedini, com bitola de 20 x 36 polegadas.

O lucro foi sendo reaplicado e, em 1.950, comprou mais um pedaço de terra próximo da cidade de Leme.

Jerônymo era muito prudente e só fazia negócios tendo o dinheiro na mão. Com isso, o crescimento da usina foi ocorrendo devagar, mas com muita segurança.

Em 1.945, seu filho Narciso foi morar em São Paulo para terminar o colégio e, em 1.946, iniciou o curso de Engenharia Industrial na Escola de Engenharia Mackenzie, hoje Universidade Mackenzie.

Em 1.950, Narciso terminou os estudos e em 1.951 vem para Araras para trabalhar junto com seu pai, Jerônymo. Narciso casou-se com Miriam Krug Ometto, em fevereiro de 1.953, e tiveram 03 filhos, Sandra, Cristiana e César.

Jerônymo Ometto desenvolveu suas atividades até o dia 09 de setembro de 1.974, quando veio a falecer com 79 anos de idade. Seu filho Narciso, que assimilou todo o conhecimento do pai, assumiu então, a Presidência da Usina Santa Lúcia.